Palestra na SLMANDIC mostra por que startups da área da saúde são o futuro da Medicina Digital

MD.hub Palestra de Inovação

Palestra na SLMANDIC mostra por que startups da área da saúde são o futuro da Medicina Digital

O evento marcou o início das atividades da nova Liga Acadêmica de Inovação, Tecnologia e Empreendedorismo em Saúde e do projeto MD.Hub de incentivo a startups da área da saúde

Leonardo Gross é professor de gestão de inovação, tem quase 20 anos de experiência no mercado de cuidados com a saúde e é mentor dos programas Startup Weekend, Sebrae Startup SP, Inova Unicamp e Hackathon do HCFMUSP. Nesta quarta-feira, dia 27 de fevereiro, ele esteve na Faculdade São Leopoldo Mandic para falar sobre “Introdução à Medicina Digital: para onde estamos avançando no Brasil e no mundo”.

Gross falou sobre o conceito de startup, o que é ser digital, internet das coisas, tecnologia vestível e mostrou o cenário atual e futuro da Medicina digital. Ele enfatizou que há um potencial de uso inesgotável para novas tecnologias e que ser digital tem a ver com cultura e comportamento. “Estamos preparados para isso? O Brasil ainda está muito atrás de outros países na Medicina Digital. Temos poucas startups na área da saúde”, disse Gross.

“As empresas do mercado digital estão entrando vertiginosamente na área da saúde. Vocês têm uma grande oportunidade aqui na São Leopoldo Mandic, de entrarem nesse mercado, agora. Não tem mais como separar a Medicina do mundo digital”, falou Gross para os alunos do curso de graduação em Medicina presentes no evento.

Palestra na SLMANDIC - Inovação e Empreendedorismo na área da Saúde - MD.Hub

Para ele, as startups tem que ir atrás das necessidades não atendidas dos pacientes, algo que não é possível fazer apenas com as pessoas que entendem do desenvolvimento das tecnologias por meio de códigos. “Não dá para criar essas ideias e executá-las sem a ajuda dos médicos”.

Inteligência artificial

Segundo Gross, no futuro, o médico poderá prevenir o paciente sobre doenças futuras por meio de plataformas com informações personalizadas e dados cruzados, partindo de exames de genotipagem. Por meio de aplicativos, será possível ajudar uma pessoa a mudar o seu estilo de vida para evitar patologias.

Para que isso aconteça, ele enfatiza que a Inteligência Artificial tem um papel muito importante, porque aumenta a acurácia dos tratamentos médicos. “A quantidade de dados relacionados à saúde é impossível de ser processada pelo cérebro humano. Por isso, a Inteligência Artificial vai transformar tudo nos próximos anos”.

Ele ainda citou a cirurgia robótica como uma aliada dos médicos, pois permite procedimentos sem tremores, com alta precisão e mais ergonomia para o cirurgião. E falou sobre os diagnósticos “na palma da mão”, por meio de aplicativos que cruzam milhares de informações disponíveis sobre as doenças e os sintomas apresentados pelos pacientes.

“É uma Medicina personalizada que ajuda na aderência dos pacientes aos tratamentos, informa e até conversa com o paciente para que ele faça exercícios, a dieta correta e tome os remédios na hora certa”. E finalizou: “Mergulhem na nova onda para que vocês sejam médicos melhores”.

Curso de Inovação e Empreendedorismo

Antes do início da palestra, o professor Dr. Bread Cruz, biólogo e pesquisador da Unicamp falou sobre o Curso de Inovação e Empreendedorismo, que será oferecido aos alunos da São Leopoldo Mandic. Bread tem ampla experiência em ministrar cursos de empreendedorismo para a área de Saúde e Ciências da Vida.

Palestra na SLMANDIC - Inovação e Empreendedorismo na área da Saúde - MD.Hub

Ele deu exemplos de startups da área da saúde que estão em ascensão, como a MEMED, uma startup brasileira que fornece informações para os médicos sobre medicamentos e prescrições automáticas.

O curso vai incentivar os alunos da graduação da SLMANDIC a terem ideias, desenvolverem ferramentas e transformarem patentes em negócios rentáveis. “Vou ajudar vocês a terem ideias práticas para até o final do ano já termos pelo menos uma startup montada”, disse Bread.

MD.Hub

O evento marcou o início das atividades da nova Liga Acadêmica de Inovação, Tecnologia e Empreendedorismo em Saúde, um projeto coordenado pelos alunos João Henrique de Oliveira Aurich e Guilherme de Oliveira Aurich, do curso de graduação em Medicina da SLMANDIC, junto com os Professores Doutores Guilherme Succi e Thiago Trapé.

A nova Liga quer aprofundar o tema tecnologia na Faculdade São Leopoldo Mandic e iniciar as discussões sobre o MD.Hub na instituição, um projeto que apoia o desenvolvimento de startups de inovação no setor de saúde brasileiro.

 

Segundo o coordenador do curso de graduação em Medicina, Dr. Guilherme de Menezes Succi, o MD.Hub já deve começar em 2019. “A SLMANDIC vai ajudar seus alunos a desenvolverem projetos empreendedores e proporem ideias inovadoras”, declarou.

Sem Comentários

Deixe um comentário

×

Olá!

Precisa de ajuda para escolher o melhor curso de pós-graduação para você? Clique para conversar diretamente no WhatsApp.

× Informações sobre cursos? Clique aqui.
X