Iniciação Científica

Iniciação Científica

A Faculdade São Leopoldo Mandic parte do princípio de que a iniciação científica é o primeiro passo para os estudantes terem contato com o processo investigativo, por isso, a Instituição compromete-se a apoiá-los para que possam ampliar o conhecimento técnico-científico de sua área, exercer seu papel social ao evidenciar demandas regionais e/ou mundiais e desenvolver habilidades que os tornem profissionais aptos a pensar crítica e criativamente. Além de servir como primeiro passo do estudante no universo acadêmico e viabilizar uma maior articulação com a pós-graduação lato e stricto senso, a iniciação científica também é um meio de apresentar ao graduando a perspectiva da docência, na qual poderá disseminar o conhecimento adquirido em seu desenvolvimento acadêmico e científico.

 

A pesquisa na graduação da São Leopoldo Mandic é organizada e incentivada pelo Programa Institucional de Iniciação Científica – PIC, que contempla anualmente 11 alunos com bolsas, sendo seis institucionais e cinco da cota do CNPq. A seleção dos bolsistas é feita com base no desempenho acadêmico do aluno, no currículo do orientador e no mérito do projeto, que é analisado por avaliadores externos, conforme edital.

 

E não são só os bolsistas que podem desenvolver suas propostas. Aqueles que não são contemplados com bolsa, podem atuar junto ao PIC como alunos de Iniciação Científica Voluntários – ICV.

 

Todos os projetos são orientados por pesquisadores qualificados da Faculdade e os resultados das pesquisas desenvolvidas no Programa são apresentados no Seminário de Iniciação Científica – SEMIC, evento aberto à comunidade, realizado anualmente, com o objetivo de apresentar a pesquisa à sociedade e, desta maneira, demonstrar a contribuição dos alunos da São Leopoldo Mandic ao desenvolvimento de suas áreas de conhecimento e, por consequência, do País.

X